Posts com Tag ‘monitoração’

Como já vimos anteriormente existem muitas opções sobre marcas e modelos de monitores.Monitores específios para cada tipo de sala,para cada tipo de gosto,para cada tipo de trabalho….

Atendendo a um pedido postado na matéria anterior pelo leitor EDU, segue

abaixo alguns modelos bastante usados atualmente e suas especificações.

Yamaha NS10

A NS-1OM é um monitor de áudio compacto, de alto desempenho. É considerado como referência pela maioria dos profissionais de todo o mundo, e tornou-se o padrão em monitores. Seu projeto em configuração de 2 vias, com otimização do crossover do woofer com tweeter, proporciona uma transição suave e natural entre as faixas de freqüência com uma variação mínima de fase. O design horizontal foi feito para facilitar a colocação sobre a mesa de mixagem. A construção é excepcionalmente robusta, adequada para suportar os rigores do uso profissional.
ESPECIFICAÇÕES:

  • Resposta de freqüência: 60 Hz a 20 kHz
  • Potência: 60W (program); 120W (max)
  • Impedância: 8 ohms
  • Sensibilidade: 90 dB SPL (1W, 1m, on axis)
  • Freqüência de crossover: 2 kHz (12 dB/oit)
  • Falantes: graves JA1801 e agudos JA0518A
  • Construção em madeira com acabamento na cor preta
  • Dimensões: 38 (A) x 22 (L) x 20 cm (P)
  • Peso: 6,3 kg
MONITOR MACKIE HR 824 THX

MONITOR DE ESTÚDIO DE ALTA RESOLUÇÃO

Tecnologia Ativa para Monitoramento Precisão de sem Paralelo

A manufatura avançada da Mackie torna acessível o desempenho permitido somente por tecnologias exóticas e caras, garantindo que o resultado de sua criatividade não seja prejudicado pelo fator “preço”. Afinal, os monitores são a única parte de seu estúdio que você ouve diretamente.

É por isso que a HR824 foi projetada meticulosamente para ser um instrumento completamente neutro de análise do seu trabalho criativo. E para ser o motivo por que você não deve se contentar com nada menos que elas.

Principais Características da HR824:

– Fornece graves estendidos e agudos confortáveis, para longas sessões de mixagem.

– Dispersão extremamente uniforme, para fornecer um “ponto ideal de audição” amplo

– Ausência de fadiga auditiva, mesmo após longas horas de uso, graças à resposta suave do tweeter de domo de 1″, feito em liga de metal

– Transdutor de agudos com guia de onda de 1″ de progressão logarítmica, que permite que seu padrão de dispersão de altas freqüências combine com o padrão do transdutor de graves, para uma transição imperceptível para os médios, eliminando anomalias audíveis que podem ocorrer no ponto de crossover

– Gabinete não ressonante, com braçamentos em “H” e espuma de amortecimento adiabática

Ouvir a HR824 em ação é realmente uma revelação. O campo de som estéreo é largo, profundo e incrivelmente detalhado. Os agudos e médios são limpos e articulados. Os graves não são nem mais nem menos do que você gravou – é possível ouvir até as diferentes qualidades tonais (e quantidades harmônicas) de um instrumento grave em particular – em vez de uma nota de graves “genérica”. Mais importante ainda, o “ponto ideal de audição” é uma área larga, tridimensional que lhe dá espaço para ficar em pé, sentado, e mover-se lateralmente em relação à console. Resumindo, em vez de ter seu próprio som “característico”, a HR824 soa como as saídas de seu mixer.

MONITOR GENELEC 8030 A

A Genelec, líder mundial em monitoramento ativo, lança uma nova linha de sistemas near-field de duas vias. Os novos modelos 8030A, 8040A e 8050A substituem respectivamente os modelos 1029A, 1030A, and 1031A.
Recursos e Benefícios da Série 8000

“Uma caixa de monitoramento deve revelar a verdade sobre o programa sendo monitorado. Ela não deve acrescentar, remover ou mascarar nada do que estiver contido no programa. O sistema de monitoramento deve ser neutro em sua reprodução, e os efeitos do ambiente em que opera devem ser minimizados.”

Na busca da Genelec por esse objetivo final, a nova Série 8000 representa o ápice de mais de 25 anos de experiência. O presente texto é dedicado a destacar alguns dos melhoramentos incorporados nesses novos monitores de duas vias.

Gabinete MDE™ Minimum Diffraction Enclosure

Visando aumentar as respostas de freqüência e de potência, a Genelec projetou um gabinete altamente inovador, que possui cantos arredondados, e uma leve curvatura no painel frontal e nas laterais. Além de resposta de freqüência sem igual no mercado, a redução da difração causada pelos cantos do gabinete fornece uma qualidade soberba de imagem.

Avançada Tecnologia Genelec DCW™

A revolucionária tecnologia DCW™ (Guia de Onda para Diretividade) foi ainda mais realçada para fornecer controle extremamente preciso da diretividade da caixa acústica. Essa superfície muito lisa e com moldagem especialmente projetada é integrada ao gabinete, e sua área foi maximizada para obter uma resposta de freqüência surpreendentemente plana, tanto dentro quanto fora do eixo. Isso permite uma janela de audição larga e consistente, minimiza reflexões prejudiciais da sala e outras colorações associadas aos projetos.

MONITOR ROLAND BI AMPLIF DS 7

DS-7 Monitor Bi-amplificado

Plugue no Puro Áudio de ouro

Apresentando uma nova e nobre linha de monitores digitais para os profissionais de áudio mais exigentes, os modelos Roland DS-8, 7 e 5 de referência ativa, reproduzem performances em 24-bit com imagem sonora precisa, coloração ultra baixa, suave e potência balanceada. Discretos circuitos de energia Premium-Grade e capacitores de filme, proporcionam um roteamento puro de sinal. A nova linha DS é perfeita para projetos de estúdios e profissionais, além de permitir possibilidade de acomodação fixa, móvel ou para qualquer outro ambiente de mixagem e gravação, onde precisão e extrema qualidade de som são essenciais.

Exímia qualidade sonora com imagem de som precisa, suave e potência balanceada;

Entrada digital de 24 bit, suporta projetos de até 192 kHz;

Entradas digitais e analógicas, incluindo XLR, coaxial e óptica; compatível com AES/EBU e S/PDIF;

Compacto, design com estilo; três modelos perfeitos para uma grande variedade de ambientes de mixagem;

Gabinete aperfeiçoado com circuito Bi-amp; elimina diferenças de fase;

Design totalmente novo de falantes e botão liga/desliga frontal, totalmente compatível com IEC60065 safety standards.

MONITOR BEHRINGER ATIVO TRUTY B-2030.A

TRUTH B2030A possui todos os recursos de um monitor TRUTH ativo, mas em um gabinete compacto! Ele é um monitor de referência de 2 vias perfeito para monitorações a curta distância: de mixagens pequenas a setups surround.
– Tecnologia Ativa
– Monitor referência de 2 vias

– Potência total de 110 Watts RMS (Graves 75 e Agudos 35 Watts)

– WOOFER de 6 3/4″, Drive de 3/4″ com domo de Titânio, refrigerado a ferro fluído

– Níveis de pressão sonora 113 dB 1W@1 m (o par)

– Resposta de frequência de 50 Hz a 21 kHz

– Entradas com conectores XLR ou Jack 1/4″ balanceada

– Corte de frequência 2 kHz filtro ativo de 4ª ordem Linkwitz-Riley

– Controle de ganho, chave MUTE individual para grave e agudo

– Controle de ganho, chave MUTE individual para grave e agudo

– Ajustes para compensação de salas

– Blindagem magnética permite colocá-la próximo a monitores de computadores

Studiophile BX8a (M-Audio)

BX8 da M-Audio é famoso por proporcionar muito mais peso que seu tamanho parece gerar. O novo driver de freqüências graves é produzido com Kevlar um material extremamente elástico tipicamente encontrado em monitores mais caros. Seu design curvilíneo unido a seu formato de abertura e sistema de amortecimento proporcionam fidelidade sonora e durabilidade. O falante de altas freqüências isolado magneticamente produz um som cristalino e prazeroso de ouvir. Integração entre formato e egenharia eletrônica trabalham juntos para estabelecer a melhor resposta de graves,  Seu poder bi-amplificado de 130-watt e crossovers ajustados com precisão criam um par de monitores de referência com tamanho que se ajusta a qualquer tipo de estúdio.

Drivers de Kevlar

Usando Kevlar na construção dos drivers de baixa freqüência, o mesmo material usado em coletes a prova de bala, BX8a traz toda a elasticidade necessária para a produção dos melhores drivers mantendo entretando seu preço extremamente competitivo, desnecessário dizer que isso representa um avanço significativo em relação ao polipropileno e papel usados na maioria dos monitores vendidos ao mesmo preço.

Isolamento Magnético

Em modo desabilitado ondas eletromagnéticas do seu falante podem atingir e danificar monitores de vídeo ou outros equipamentos próximos, o isolamento magnético da BX8a permite a convivência de qualquer equipamento sem problemas de interferência magnética.

Eficiência Bi-Amplificada

Monitores ativos tem uma vantagem distinta em relação aos monitores passivos pois seus amplificadores nativos são especialmente desenhados para trabalhar com seus drivers e crossovers num sistema harmônico. Bi-amplificação vai mais longe dedicando amplificadores separados para graves e agudos que combinados a um crossover devidamente ajustado e design apropriado levam seus drivers a produzir somente as freqüências necessárias.

Indicação

Estúdios de todos os portes que necessitem de um par de monitores de referência de 130 Watts de alta qualidade a um preço acessível.

Características:

* monitor de referência de duas vias

* 130 watts (60w HF amp, 70w LF amp)

* Falante de 8 polegadas em Kevlar

* Falante de 1 polegada

* Isolado magneticamente

* entradas XLR e 1/4 balanceadas e não balanceadas

* Controle de volume

* Freqüência de resposta: 56Hz-22kHz

* Freqüência de Crossover: 3kHz

* Amplificador de freqüências baixas: 40 watts

* Amplificador de freqüências altas: 30 watts

* Sinal de ruído: > 100dB (typical A-weighted)

* impedância de entrada: 20k Ohms balanceada, 10k Ohms não balanceada

* sensibilidade entrada: 85mV pink noise produz 90dBA saída SPL com volume total

* Força: 115V ~50/60Hz, 230V~50/60Hz or 100V~50/60Hz

* Gabinete: vinyl laminado MDF

* Size: 250 mm (alt) x 176 mm (larg) x 200 mm (prof)

* Peso: 12 kg por unidade

KRK – RP5

O Rokit Powered studio monitor da KRK nos fornece um nível de precisão e performance nunca ouvidos em monitores desta classe. Os Rokit Powered Monitors apresentam vários elementos de designs-chaves vistos antes nos premiados modelos da KRK, vários deles se tornaram o “padrão do estúdio” para os melhores engenheiros, produtores e músicos do mundo. Agora você pode ter o mesmo som da KRK, a mesma atenção aos detalhes e o compromisso ao qual você já está acostumado com um preço que deixa o Rokit Powered com um valor verdadeiramente incomum.

Dados Técnicos


– Drivers: Woofer: 5 ” Glass Aramid Composite Woofer;

– Tweeter: 1″ Neodymium Soft Dome Tweeter com Ferro Fluid;

– Entradas: XLR (3-pin), RCA & 1/4″ TRS – 10k Ohm Balanceada / Não-Balanceada;

– Amplificação: Alimentacao de 75 Watt em um Bi-amp dinamicoFiltros de Oitavas 18 dB;

– Resposta da Freqüência: 53Hz – 20kHz;

– Video Shielding: Sim;

– Dimensões: 10 7/8″ x 7 1/4″ x 8 7/8″

27.6cm x 18.5cm x 22.5cm

Anúncios

Monitoração

 

A monitoração dentro do estúdio merece uma atenção especial.Afinal é através dela que vamos executar e depois ouvir o resultado de todo o trabalho realizado.Quando falamos em monitoração dentro do estúdio o ideal é que tenhamos uma resposta plana, um som puro.Um som que não atenue nenhuma das freqüências.Nem grave demais, nem médio demais e nem agudo demais.Chamamos de resposta “flat”.Sabemos que as freqüências que percebemos são de 20Hz até 20Khz,então vamos procurar um monitor que represente bem todas as freqüências.

 

CONHECENDO NOSSOS MONITORES

 

É muito importante conhecer nossos monitores.Ao comparar um cd bem mixado e masterizado podemos analisar em nossos monitores se eles colorem mais o graves, os médios ou os agudos.Isto falando dos monitores que não são os profissionais e sim dos famosos “quebra-galho”.Os profissionais já são desenvolvidos para nos darem uma resposta mais plana possível.Mas a realidade é pouco diferente então, de qualquer forma, é melhor  seguir este procedimento.

 

Feito isso,ou seja, termos treinados nossos ouvidos,é hora de trabalhar.Desde que você saiba o que está ouvindo tudo bem.O cuidado que se deve tomar é o seguinte:
-Vamos supor que seus monitores colorem muito o grave a tendência é que você diminua essa freqüência.Então,quando seu produto final tocar em outros sistemas é possível que o som saia sem peso,sem aquele punch.Deixe que essa freqüência sem mexer para não prejudicar seu resultado final.

 

Monitores Ativos x Passivos

 

Existem Dois tipos de monitores, ativos e passivos.Cada um com suas qualidades em especial.Cabe a cada um avaliar e escolher qual o melhor para se trabalhar.

 

Monitor Passivo – É o monitor que precisa ser alimentado por um amplificador externo, pois não possui amplificação interna.Neste caso tem a vantagem de se trabalhar com o amplificador externo que desejar.O som vai depender da qualidade do monitor e também do amplificador.A desvantagem é a necessidade de um aparelho externo para seu funcionamento.

 

Monitor Ativo – Os monitores ativos não precisam de sistema de amplificação, possuem seu próprio sistema interno.

A desvantagem, se é que se pode falar que seja uma, seria o preço.Os ativos têm suas vantagens.Geralmente monitores ativos possuem também um limiter interno que regula a entrada de um sinal muito alto, protegendo seus falantes.Além de economizar espaço.

 

Características gerais sobre monitores – Algumas peculiaridades devem ser observadas e, se possível, obedecidas com relação aos monitores e monitoração.Dê preferência por monitores que possuam Blindagem Magnética, isto evita problemas quando colocamos os monitores próximos de monitores de vídeo ou televisão, por exemplo.Os novos monitores de vídeo de LCD dispensam essa preocupação, porém nunca sabemos onde amanhã vamos colocar nossos monitores de áudio.Então prefira, os blindados.

 

Posicionamento – Levando em conta que em um Home-Studio o espaço é reduzido e o posicionamento dos monitores afeta diretamente no som que ouvimos, devemos observar algumas regras.Principalmente na hora de mixar um trabalho.Uma maneira eficaz é imaginar um triângulo entre você e os dois monitores.

 

 

 

 

Onde apoiar os monitores – È possível que, ao apoiarmos os monitores em cima de uma superfície diretamente (como uma de computador, por exemplo), o som sofra algum tipo de alteração.Como esse material é mais denso que o ar e o som se propaga mais rápido através dele o som chegará mais rápido aos nossos ouvidos do que o som direto dos monitores.Podendo Gerar até mesmo um cancelamento de fase.
Uma maneira eficaz é usar algum tipo de material emborrachado como um neoprene, por exemplo.

 

ADICIONANDO UM SUB

 

Quando trabalhamos com músicas com contenham graves muito fortes,ou por forma de proteção do nosso sistema,ou até mesmo para não causar problemas na mixagem com materiais que chegam em nossa mão com graves imprevisíveis.Para isso é importante ter um Subwoofer.

Os graves dão uma sensação de peso,encorpa a música,portanto uma sensação de satisfação e prazer que pode maquiar um pouco o trabalho.Então se utilizamos um sub para qualquer trabalho e ficarmos viciados nele uma coisa é certa ,produzir material com pouco grave.Acaba que o que você ouve não vai para o produto final.

 

Portanto,cuidado na escolha das caixas,na acústica e nos macetes para driblar certas situações e bom trabalho.